Como o mercado de eventos pode se recuperar do impacto da pandemia do Covid19?

Recente pesquisa da Conference Incentive Travel com cerca de dois mil profissionais de agências, empresas de espaços, associações, hotéis e fornecedores de tecnologias e serviços afins, nos Estados Unidos, apresenta impressões sobre as consequências e o que o futuro reserva para o segmento de eventos daquele país e do mundo.

A mudança de face dos eventos, a resposta da indústria como um todo e o apoio dos governos globais foram revelados como temas-chave na forma como o mercado de eventos pode se recuperar do impacto do isolamento social por conta da pandemia decretada pela Organização Mundial de Saúde, em março deste ano.

A seguir selecionamos algumas respostas da pesquisa.

 Impactos durante e pós crise

“Os governos precisam apoiar o mercado de eventos em seus países. Oferecer à cadeia de fornecedores vantagens em termos de mudança ou redução dos pagamentos de empréstimos e custos fixos.”

“A cadeia de empresas de organização de eventos, assim como a rede de hospitalidade, deve continuar cobrando apoio governamental pós-pandemia para minimizar os prejuízos que já são reais”.

“É necessário que haja apoio financeiro de governos para todas as empresas afetadas, especialmente as de pequeno e médio portes, como empréstimos com juros baixos e garantias de longo prazo de pagamento. Também é preciso haver subsídios para as empresas pagarem salários de funcionários e contratos de prestadores de serviços em atividade durante e pós pandemia.” 

“As redes de hotéis precisam reconhecer que a pandemia é um evento de ‘força maior’. Portanto, devem oferecer flexibilidade de datas que permita aos organizadores reagendarem os cancelados e lançar novos. Ainda há muita imposição de calendário por parte do setor de hospitalidade.”

 Como recuperar

“O setor de eventos foi o primeiro a ser afetado pelo isolamento social da pandemia. Para se recuperarem, as empresas deverão trabalhar em parceria apoiando-se mutuamente para conquistarem apoio governamental e oportunidades de mercado.”

“Praticamente todos os eventos presenciais foram cancelados no período da pandemia. Será preciso trabalhar juntas para garantir que cada parte (organizador /fornecedor) sobreviva e que não seja penalizada financeiramente pelo ganho da outra parte.”

“Deve haver união da cadeia do segmento e a atuação das empresas deverá ser a mais flexível possível.”

“O setor vai se recuperar, mas vai levar um longo tempo para atingir o pico anual ideal de eventos. Estima-se que os eventos online é uma tendência e poderá permanecer por algum tempo.”

“É preciso planejar em conjunto medidas econômicas emergenciais às empresas de eventos e hospitalidade, especialmente para as PMEs, que dependem de comissões/pagamentos para eventos e reservas de hotéis.”

“Os governos devem ser claros e decisivos em suas mensagens e instruções sobre as atividades que implicam aglomeração. Indecisões ou decisões incompletas causam instabilidade afetando diretamente as agendas de eventos.”

 Oportunidades na crise

“Acredita-se que o mundo será diferente pós Covid19, portanto, o setor de eventos também deverá mudar e realmente pressionar para apoiar, nutrir e proteger o nosso planeta.”

“Após essa pandemia do Covid19, haverá como legado melhor infraestrutura para se executar eventos virtuais e torná-los mais interativos e mais próximos de um evento real, do que apenas alguém falando sobre slides”.

“Estima-se que a partir de setembro/outubro, as empresas precisarão se esforçar para obter ou aumentar a agenda de eventos de negócios e aumentar a ocupação nas redes de hotelaria.”

“Para 2021, os fornecedores de hospitalidade devem oferecer preços atraentes para que os organizadores possam reagendar e planejar mais novos eventos”.

 Alternativas

“Essa crise levará tempo para passar assim como a confiança das pessoas para participarem de grandes reuniões. Enquanto isso, as empresas provedoras de entretenimento e eventos precisam pensar em eventos e festas possíveis.”

“Possivelmente, nesse período será preciso planejar locais alternativos para reunir o máximo possível de participantes, garantindo as regras de distanciamento social após a pandemia.”

“Espero que isso ajude a restaurar alguma confiança no setor de eventos e no valor dos eventos”.

“Mudar formatos, adaptar horários, ajustar programações, por exemplo, serão necessários para realizar eventos não somente nesse momento crítico, mas também durante o período de altos e baixos pós-pandemia.”

“Há muitas atividades sazonais agrupadas. É preciso reservar um tempo para se reagrupar e pensar em atividades, como videoconferências em formatos semelhantes às presenciais que proporcionem resultados semelhantes.”


Fonte: https://www.citmagazine.com/article/1678764/events-industry-recover-impact-coronavirus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s